quarta-feira, 22 de março de 2017

LULU, O MORENINHO VADIO ENCARANDO A ROLA GG DO SEGURANÇA.

video 
MEU CUZINHO PISCA SÓ EM VER UMA ROLA GG....DEI GOSTOSO PARA 
ESSE NEGÃO....SEGURANÇA DE UM SHOPPING QUE FREQUENTO.
video

sexta-feira, 17 de março de 2017

LULU, O MORENINHO VADIO DANDO GOSTOSO PRO VIZINHO

video 
ADORO ROLA NO RABO, NÃO DISPENSO UMA QUANDO APARECEM NA MINHA FRENTE. ESSE CARA MORA NO MEU CONDOMÍNIO.....É UNS DOS MEUS FUDEDORES DA REDONDEZA....UMA DELICIA.

quarta-feira, 15 de março de 2017

LULU, O MORENINHO VADIO FUDENDO COM O COROA NA CONSTRUÇÃO

video
VADIA  QUE É VADIA NÃO DISPENSA ROLA, DEI PARA ESSE VIGIA DE UMA CONSTRUÇÃO PRÓXIMA MINHA CASA.....ADOREI AS ROLADAS QUE ELE ME DEU....SEM FALAR DO PERIGO DE SERMOS DESCOBERTOS.

sexta-feira, 10 de março de 2017

LULU, O MORENINHO VADIO LEVANDO ROLA DO NEGÃO


video
ADORO SER FUDIDO COM VONTADE, ESSE NEGÃO METEU GOSTOSO NO MEU CUZINHO ME ARRANCANDO GEMIDOS DE TESÃO.

sábado, 18 de fevereiro de 2017

CONTOS DE LULU - ENCARANDO A ROLA GROSSA DO SEGURANÇA CÉSAR NOVAMENTE



Dormi um pouco após o almoço, não saía da minha cabeça o que havia acontecido na manhã comigo com os pedreiros na casa de praia, meu cu não me deixava esquecer, estava dolorido, se não fosse a pomada anestesiante que meu tio sempre passa em mim após me fuder, eu não sei o que seria de mim, cheguei em casa com o cu arrebentado.
- Meu tio já chegou, Dona Josefa? - perguntei ao me espreguiçar
- Claro meu amor! - respondeu D.Josefa ao beijar meu rosto com carinho - Seu tio está na pousada trabalhando.
Já estava anoitecendo, deixei meu jogo de videojogo e resolvi fazer companhia ao meu Tio na pousada, quando alguém bate na porta, era César, o segurança.
- Olá, garoto! - falou César ao entrar em casa
- O que o senhor quer? - perguntei sem entender
César aperta seu pau volumoso sob a calça jeans, aquela atitude acelerou meu coração, o grandalhão confessou que esperou Dona Josefa sair para me encontrar, disse que estava louco de vontade de me comer novamente.
Era a primeira vez que eu ouvia aquilo, que alguém queria me comer, e fiquei intrigado, eu era muito bobo mesmo, só algum tempo depois compreendi aquela expressão.
- O senhor quer fazer o que? - perguntei ao me afastar temeroso
César sorriu ao ver meu espanto, certamente entendeu minha atitude e me abraçou carinhosamente.
- Calma, meu pequeno! - disse o segurança ao apalpar minha bunda - Não precisa ter medo......queria fazer de novo o que fizemos naquela noite no estacionamento....
Aquele toque em minha bunda me deixou excitado, mas temia que de repente meu tio aparecesse.
Mas a visão da rola enorme de César balançando na minha frente me hipnotizou, meu corpo estremeceu de excitação e trêmulo segurei aquele pedaço de carne negra.
-  Você não quer colocar na boca um pouquinho? - pediu César ao conduzir a rolona em minha boca - Vamos meu pequenino.....
Não esperei ouvir outro pedido, cai de boca, na verdade tentei pois a rola do negão era muito grossa, não cabia na minha boca, mas aquilo não seria empecilho para mim, chupei com gosto arrancando suspiro de prazer do segurança.
- Isso, vai meu amor....meu putinho! - murmurava César ao prender minha cabeça sobre sua rola, fazendo eu me engasgar com sua rola forçando minha garganta.
Fiquei exausto de tanto chupar aquela picona negra, César olhou pela a janela e reclamou que já estava anoitecendo, estava chegando a hora de trabalhar, sem demora abaixa meu short expondo minha bundinha carnuda, me faz declinar para frente, deixando minha bunda empinada esperando sua rola, mas antes ele dedilha meu cuzinho, enfiando seu dedo grosso dentro de mim, recuei ai sentir dor, afinal meu cu ainda estava dolorido das roladas da manhã,  mas César não sabia daquilo e enfiou dois dedo dentro de mim me arrancando um grito de dor, preocupado o segurança tampou minha boca, me pedindo calma, pedindo para eu relaxar enquanto isso ele ficava roçando sua rola em meu rego, forçando a entrada, estava difícil, eu sentia muita dor, mesmo assim estava muito excitado, como César tinha o dobro do meu tamanho, ficava desconfortável para ele me penetrar, ele então me agarrou pela a cintura, sentou no sofá e pediu para sentar na sua rola em ereção, fiz o que ele me pediu, mas a cabeça da pica era muito grande, não conseguia entrar em mim.
- Vamos meu pequeno, você consegue! - disse César ao posicionar a rola em meu cu - Relaxa.....você consegue...
Lembrei da pomada do meu tio, pedi um tempo a ele e fui até o quarto e voltei com a pomada, ele fez sinal de positivo, besuntei meu cu com a pomada e voltei a sentar na rolona negra, fiz alguns movimentos sobre a pica grossa, forcei e senti meu cu se abrindo, César segurou em minha cintura e me puxou com força, desta vez não gritei, apenas gemi de prazer ao sentir aquela coisa enorme entrando em mim, fiquei literalmente entalado, permaneci imóvel sentado sobre César, o segurança agarrado em mim, movia loucamente para cima, meu cu recebia sua rola sem dificuldade, um barulho de metidas fortes ecoava pela a sala, eu apenas permanecia sentado sobre o cacete grande e grosso do segurança, eu não conseguia acreditar na minha capacidade de receber tamanha rola no cu, César ainda com a rola atochada no meu rabo me leva até um espelho enorme que fica no canto da sala e mostra para mim o que estávamos fazendo, era estranho e excitante a cena que via na minha frente, eu agarrado no pescoço daquele brutamontes com o seu cacete espetado dentro do meu cu, era gritante a nossa diferença de tamanho, pude ver meu cu se dilatando a cada estocada daquela rola entrando, a cena me excitou ainda mais e comecei a descer sobre a rola com força, César permaneceu imóvel, apreciando minha performance sobre sua rola, eu me movia freneticamente, o negão em certo momento me prendeu sobre sua rola e urrou ao esporrar seu leite dentro de mim,  ele me põe no chão e  me faz colocar pra fora seu gozo,  pelo o espelho vejo seu esperma saindo pelo meu cu e também um pouco de sangue.
- Que putinho mais delicioso! - murmura César ao beijar meu rosto com carinho - Obrigado......
Logo nos despedimos, César foi na frente se apresentar ao trabalho com meu tio, em seguida foi a minha vez em chegar na pousada e ficar com meu tio.

Continua nos próximos capítulos.......

sábado, 11 de fevereiro de 2017

DO FUNDO DO BAÚ - UMA FESTINHA COM O CÚ DE LULUZINHO

video
UM PEQUENO TRECHO DE UMA FESTINHA QUE PARTICIPEI COM MEUS AMIGUINHOS DA ESCOLA.....DEI MEU CUZINHO PARA TODOS.....EU ERA A PUTINHA DA GALERA

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

UM ADMIRADOR MANDANDO UM VÍDEO EXIBINDO SUA ROLA

video
ESSE CARA ME ACOMPANHA NO CAM4.....E MANDOU UM VÍDEO  SOLTANDO LEITINHO PARA MIM......INSPIRADO NA MINHA BUNDINHA GULOSA....UMA DELICIA.
  

LULU, A VADIA - GOSTOSA!!!!!!!!