segunda-feira, 9 de novembro de 2015

CONTOS DE LULU - LULU NO DIA SEGUINTE DEPOIS DE PERDER O CABAÇO DO CU


                
Naquele dia eu despertei com fortes dores no cu, o incomodo que sentia me fez lembrar da noite anterior, meu coração acelerou ao ouvir meu tio falando ao telefone, permaneci na cama fingindo dormir.
Alguns minutos depois ouço meu tio saindo de casa e aproveito vou ao banheiro e tomo um banho, meu cuzinho ardia, toquei nele e senti um inchaço, não era pra menos, depois de ser perfurado pela rola grande e grossa do meu tio, não poderia estar diferente.
Não sai de casa, permaneci no meu quarto o dia inteiro, chorei ao lembrar do meu tio abusando de mim. Por falar nele, ouço a porta abrir e me escondo debaixo dos lençóis.
- Lulu, você não vem jantar menino? – falou meu tio ao bater na porta do quarto.
Tomei coragem e sai do quarto, meu tio olhou para mim como se nada houvesse acontecido, e apontou para a mesa, gemi ao sentir dor ao me sentar na mesa, meu cuzinho estava dolorido.
Meu tio sorriu ao perceber meu incomodo ao sentar e se aproximou de mim e me beijou carinhosamente meu rosto.
- O titio gosta muito de você – disse ele ao acariciar meu rosto – Desculpa se te machuquei ontem a noite....não conte para sua mãe, o que aconteceu será o nosso segredinho.
Não consegui falar nada, apenas continuei a comer meu jantar e meu tio voltou para a pousada, atender seus clientes.
Estava dormindo quando sinto meu tio próximo a minha cama, sinto novamente um forte cheiro de bebida e meu coração acelerou, não acreditava que iria passar novamente pela a tortura de sentir sua rolona me abrir novamente.
- Não tio! – falei ao me ao me cobrir com meu lençol – Aquilo dói muito....o senhor me machucou...
Meu tio  puxou  meu lençol me deixando exposto ao toque de suas mãos que me apalpava o bumbum, puxou minha cueca e tocou no meu cuzinho, me afastei rapidamente, estava muito dolorido. Novamente meu tio me puxou e abriu meu bumbum e observou meu cuzinho esfolado, implorei para ele não fazer nada comigo, ele se afastou por alguns minutos, foi até seu quarto e voltou com uma pomada.
- O tio vai cuidar do cuzinho do meu amor – disse ele ao lambuzar meu cu com a pomada, senti seu dedo roçando meu buraquinho inchado, aquela situação era muito louca para mim, de repente ali estava de bunda empinada e tendo o cu todo lambuzado pelo o dedo do meu tio que  deslizava levemente para dentro do meu rego, a pomada começo a fazer efeito, me deixando anestesiado, e um certo alivio comecei a sentir, mesmo tendo meu cu preenchido pelo o dedo grosso e áspero do meu tio.   
- Veja como você me deixa meu amor!
Disse meu tio ao exibir sua excitação, confesso que não pude deixar de olhar o volume grande que escondia sua cueca, seu caralho pulou para fora,  nunca tinha visto um adulto nu na minha frente até a noite anterior e fiquei impressionado, a rola do meu tio era enorme e roliça, parecia um salame, havia pelos negros e abundantes, totalmente diferente de mim, que era totalmente lisinho, sem nenhum sinal de pêlos pelo o corpo, afinal ainda era praticamente uma criança. Meu tio após cuidar do meu cuzinho arrebentado, voltou para seu quarto e procurei dormir.


Continua nos próximos capítulos.......

Nenhum comentário:

Postar um comentário